Por que aderir ao prontuário eletrônico?

Implantado no Brasil no ano de 2002 pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), que definiu suas características na resolução 1639, o prontuário eletrônico do paciente (PEP) é uma ferramenta que registra, armazena e disponibiliza digitalmente, de forma padronizada o histórico clínico dos pacientes de acordo com a especialidade, tornando prático o seu acesso. Confira alguns benefícios:

  • Integração dos dados

Esse tipo de ferramenta possibilita a integração de todas as informações do paciente, ou seja, cadastro, prescrições, exames, consultas com diferentes especialistas, datas dos atendimentos e status de cobrança, gerando dados que enriquecem o perfil do paciente e que podem ser úteis na geração de relatórios.

  • Rápido acesso

Com o prontuário médico do paciente no sistema, incluindo anamnese, hipótese diagnóstica, evolução, prescrições, solicitações de exames e laudos, a equipe médica e de enfermagem têm fácil e rápido acesso a esses dados clínicos, tornando os atendimentos mais ágeis, contribuindo para o processo de tomada de decisão sobre tratamentos, medicamentos e pedidos de exames. Além disso, ter essas informações a um clique pode tornar o atendimento mais dinâmico e humanizado.

  • Acesso remoto

Ter todas as informações registradas de forma online possibilita o acesso remoto, ou seja, de mais de um equipamento (notebook, computador, tablet, smartphone) ao mesmo tempo, mesmo que eles não estejam dentro da clínica, precisando apenas de internet e, claro, de uma senha para entrar no sistema.

  • Legibilidade

Vimos no post sobre prescrição digital que “estatísticas da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que grande parte das prescrições escritas à mão têm chances de erro, seja no nome do paciente, do médico ou do medicamento, pois as informações costumam se apresentar pouco legíveis ou ilegíveis”. O mesmo pode acontecer com prontuários preenchidos à mão, gerando problemas para os atendimentos. Sem mencionar as possibilidades de perda e deterioração do documento.

  • Segurança dos dados

Quando as fichas de prontuário são de papel, elas podem ser acessadas por qualquer pessoa da equipe. Já quando elas estão em um sistema é possível restringir esse acesso às pessoas autorizadas mediante o uso de senha, assegurando os dados dos pacientes.

  • Possibilidade de backup

Esqueça a possibilidade de perda ou vazamento de dados de seus pacientes. O recurso de prontuário eletrônico costuma oferecer o serviço de backup de dados, assegurando o salvamento diário e de forma segura de todas as informações incluídas no sistema.

Agora que você conhece um pouco mais das vantagens da adesão de um prontuário eletrônico, conheça os sistemas desenvolvidos pela equipe da Tecnoarte, que oferecem essa e outras ferramentas para aprimorar o atendimento da sua clínica:

Analise os três planos disponíveis e suas funcionalidades.

ERP modular e integrado. Escolha os módulos ideais para os processos da sua clínica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *