Dicas para empreender em saúde

Para quem busca empreender na área de saúde, planejamento, pesquisa e organização são fundamentais.

Mesmo que você tenha uma grande ideia de negócio, precisará de tempo para amadurecê-la. No entanto, conhecendo as tendências do mercado, o caminho até a concretização do seu projeto pode ser menos árduo. Por isso, listamos cinco dicas para você que quer empreender.

1. Estratégias de comunicação com os pacientes – Não é preciso explicar a importância de manter uma ligação próxima com o paciente, certo? Os serviços e o atendimento da clínica devem ser de alta qualidade. Um software de gestão pode ajuda-lo nessa tarefa ao agilizar processos, evitar erros, facilitar o agendamento e a comunicação com os pacientes com a confirmação de consulta por SMS e envio de e-mails em datas comemorativas, por exemplo.

2. Pesquisa de satisfação – Como saber a opinião de seus pacientes? Faça uma pesquisa de satisfação após as consultas, perguntando a respeito de todos os aspectos da experiência do paciente com a clínica, desde o agendamento da consulta inicial até o retorno ao consultório.

3. Marketing de conteúdo – Para fazer a diferença em um setor com muitos concorrentes, adote uma estratégia de marketing bem feita visando conquistar os pacientes. Esta é uma ótima forma de divulgação para a área da saúde porque a maior base dessa estratégia é a produção e a divulgação de informações úteis e de qualidade.

4. Presença online – Divulgue seu trabalho, consultório ou clínica, nas redes sociais e também por meio de um site bem construído. Leve em consideração tudo o que alguém com problema de saúde buscaria na internet: como sintomas, clínicas bem conceituadas, formas de tratamento, consultórios próximos à residência ou ao local de trabalho, entre outros assuntos. Esteja presente nessas buscas, através de patrocínio do seu site no Google e também por meio da  produção de conteúdos para atender a essa necessidade dos pacientes.

5. Fique atento aos jovens – Empreender na área da saúde requer estar sempre atualizado. Ter alguém que entenda de tecnologia e tenha qualificação profissional pode valorizar muito a clínica e facilitar o dia a dia do médico. Lembre que a nova geração se preocupa muito mais com a saúde do que os pais e avós. E os jovens usam a tecnologia também para isso –  monitorar e facilitar os hábitos saudáveis, medindo calorias, o desempenho esportivo, por exemplo. É importante estar atento às novidades para se relacionar melhor com esses jovens pacientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *